quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

FAMILÍA DE CLOE - FOFOQUEIROS OU ZELOSOS?


FAMÍLIA DE CLOÉ – FOFOQUEIROS OU ZELOSOS?

"Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicadopelos da família de Cloe que há contendas entre vós." 1. Coríntios 1: 11 (o grifo é meu)

Uma das peculiaridades do Apóstolo Paulo, sempre foi distinguir, quando falava em nome do Senhor ou em seu próprio nome.

Em algumas situações Paulo dizia: “O Senhor”, mas em outras: ” não o Senhor, mas eu mesmo digo”.

É interessante destacar isso, em tempos, quando as pessoas, no afã de corroborarem e agregarem credibilidade às suas próprias palavras, atribuem tudo ao Senhor e à revelações.

No caso que aqui menciono, chama a minha atenção, a participação de um grupo de irmãos pertencente a uma família, que não é citada em nenhuma outra situação, a não ser nesta, a família de Cloe.

Neste capítulo, Paulo reconhece as qualidades e o caráter espiritual da Igreja de Corinto, e louva ao Senhor por elas, senão vejamos:

"Graça e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. Sempre dou graças ao meu Deus por vós pela graça de Deus que vos foi dada em Jesus Cristo. Porque em tudo fostes enriquecidos nele, em toda a palavra e em todo o conhecimento. Como foi mesmo o testemunho de Cristo confirmado entre vós. De maneira que nenhum dom vos falta, esperando a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo, O qual vos confirmará também até ao fim, {para serdes} irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados para a comunhão de seu Filho Jesus Cristo nosso Senhor." 1 Coríntios 1: 3-9

Mais à frente, o Apóstolo passa a ter uma tratativa corretiva nessa mesma Igreja, porém, foi muito claro quando diz que fora comunicado pelos da família de Cloe, acerca das dissensões existentes, motivadas pelo partidarismo que havia tomado conta da Igreja.

"Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloe que há contendas entre vós. Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo, e eu de Apolos, e eu de Cefas, e eu de Cristo. Está Cristo dividido? foi Paulo crucificado por vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo? Dou graças a Deus, porque a nenhum de vós batizei, senão a Crispo e a Gaio. Para que ninguém diga que fostes batizados em meu nome. E batizei também a família de Estéfanas; além destes, não sei se batizei algum outro." 1 Coríntios 1: 11-16 (o grifo é meu)

Por certo os membros dessa família, tiveram muito zelo, e tomaram a iniciativa de comunicar ao Apóstolo Paulo, quando pressentiram que aquela politicagem não agradava a Deus e era um fermento nefasto no meio da Igreja do Senhor.

É necessário que alguém tome a iniciativa, de maneira certa, para alertar que há veneno na panela, e mais do que isso, clamar a quem tem farinha para tirar esse veneno, assim como aconteceu com Elizaeu e os filhos dos profetas, quando um deles por inexperiência colocou parras venenosas na sopa. II Reis 4: 38-41

Quem sabe se isso acontecesse em nosso meio nos dias de hoje, osmembros da família de Cloe, seriam logo chamados de "os fofoqueiros da Igreja", porém, muito pelo contrário, Paulo entendeu que eles zelavam pela saúde espiritual da Igreja, e tanto é assim, que não teve qualquer receio em declarar que havia sido comunicado por eles, acerca de tal anomalia espiritual que estavam vivendo, e para tanto aplicou-lhes o remédio da Palavra, a única fonte de cura para os problemas que surgem no seio da Igreja.

Que o Senhor nos dê da sua graça, para colaborarmos, alertando e denunciando o pecado, e tudo que é prejudicial ao Reino de Deus.

Soli Deo Glória

Vosso conservo,

Pr. Carlos Roberto Silva

Fonte: pointrhema

Um comentário:

EKKLESIAEVANGELION disse...

A paz do Senhor Jesus.
Entendemos toda inspiração das sagradas escrituras,até mesmo o registro
das contendas que deturpam e corroem a puresa e saúde doutrinária da igreja do nosso Senhor Jesus Cristo. Eu faço as minhas conjecturas; QUE PREÇO a familia de Cloe pagou para denunciar as faccões que existiam na igreja de corinto. E olha que os denunciados não eram pessoas sem influencia na igreja. Eram lideres que promoviam divisões dentro da própria igreja. Este é um trabalho difícil, pois a denuncia não deve ser comparada a uma fofoca, porém vinda de pessoas comprometidas com a Palavra e a Igreja serve como um antídoto para que tais doenças espirituais não se proliferem no meio do povo de Deus.
Um abraço
Seu seu irmão.
Jackson L. Silva